PÁGINA INICIAL
  Bate-Papo
  Jogos Online
  NOTÍCIAS DE CAPA
  O MUNDO
  BRASIL
  POLÍTICA
  CRESCIMENTO PESSOAL
  MEIO AMBIENTE
  BONS NEGÓCIOS
  CIDADE
  NOSSA GENTE
  CULTURA
  FOTOS DE SERRA TALHADA
  ESTUDANTES NA REDE
  CÂMARA DOS DEPUTADOS
  TRADUTOR DE LÍNGUAS
  LISTA TELEFÔNICA
  FALE CONOSCO
  LOGIN
  WEBMAIL
          SITES ÚTEIS
Genealogia Pernambucana
Site Política para Políticos
Site Gramsci
Jornal do Comércio
Concursos Públicos
Site Jurídico.com
Site Jornal Digital
Site Correio da Cidadania
Site Carta Capital
Site Caros Amigos
Site Futbrasil.com
História de Serra Talhada
Site da IstoÉ
Site Veja Online
Site O Dia
Estatística do site
Casa da Cultura Serra Talhada
Busca de CEP
Trabalhos Escolares
Rádio Cultura FM
Rádio Lider do Vale FM
Rádio Vilabela FM
Rádio Serra Talhada FM
Rádio Nova Gospel
Rádio A Voz do Sertão
ACADÉMICOS DA ACADEMIA SERRA-TALHADENSE DE LETRAS

Por: Dierson Ribeiro - Presidente da ASL
Academia Serra-talhadense de Letras fundada em 25/01/2003.

Titular da Cadeira N º 1


Luiz Conrado de Lorena e Sá sempre foi um homem de atividade múltipla. Pecuarista por tradição familiar, torna-se político para atender a uma necessidade do município de Serra Talhada, de onde foi Prefeito por várias vezes. Exerceu ainda um mandato de Deputado Estadual. Como político, teve sempre a educação como a sua bandeira de luta tendo construído várias escolas no município.
Como Escritor e Pesquisador Luiz Lorena tem mais de meio século de serviços prestados ao Sertão de Pernambuco; é uma enciclopédia viva.
Em 1951 publicou uma monografia sobre o Centenário de Serra Talhada; em 1990 publicou o Perfil Histórico-Religioso de Serra Talhada; em maio de 2001 publicou o livro “Serra Talhada 250 anos de História; 150 anos de Emancipação Política”.
Seu Patrono, Agamenon Sérgio de Godoy Magalhães é conhecido nacionalmente como um grande estadista brasileiro. Assim como Lorena, Agamenon Magalhães também exerceu várias atividades: foi brilhante professor de Geografia, Advogado, Promotor de Justiça, Jornalista, Deputado Estadual e Federal, Interventor Federal em Pernambuco, Ministro da Justiça e do Trabalho, e Governador de Pernambuco.

Titular da Cadeira N º 2

Maria do Socorro Duarte Freires é poetisa, compositora, professora e pesquisadora da área literária. Seus poemas têm sido publicados através de antologias poéticas.
Socorro Duarte tem dado enorme contribuição à nossa educação como professora de Língua Portuguesa, Literatura, Redação e Lingüística.
Na área de pesquisa literária vem desenvolvendo um projeto que culminará com a gravação de um CD contendo músicas abordando todas as Escolas Literárias do Quinhentismo ao Modernismo.
Seu Patrono é o Dramaturgo, Romancista e Jornalista Pernambucano Nelson Rodrigues, o mais censurado do Brasil em decorrência dos temas polêmicos que sempre tratou.

Titular da Cadeira N º 3


Maria Vanete Almeida tem dedicado toda a sua vida às causas sociais. Inicialmente trabalhou com idosos, depois com trabalhadoras e trabalhadores rurais.
Juntamente com outras mulheres fundou o movimento de Mulheres Trabalhadoras Rurais do Sertão Central de Pernambuco, movimento este que a levou a atuar no Nordeste, na Amazônia, no Brasil e na América Latina.
Tem levado as suas idéias para países como Nicarágua, Argentina, República Dominicana, Equador, Colômbia, Peru, Venezuela, Itália, França, Inglaterra, Escócia, Alemanha, Espanha, Moçambique e outros.
Atualmente atua no movimento de mulheres trabalhadoras do Sertão Central em Serra Talhada;
No Conselho Nacional dos Direitos da Mulher em Brasília;
Na Rede Latino Americana do Caribe da Mulher Rural em Recife.
É autora do Livro “Ser Mulher Num Mundo de Homens”.
Em outubro de 2002 teve o seu trabalho reconhecido no Brasil ao receber o Prêmio Cláudia na cidade de São Paulo.
Tem como Patrona a Professora e Poetisa Francisquinha Godoy, este exemplo de profissional dedicada e competente que os serra-talhadenses conheceram tão bem.

Titular da Cadeira N º 4

Maria de Jesus Sousa é poetisa desde criança. Sua temática é sempre voltada para o romantismo o que tem agradado bastante aos seus leitores, sobretudo ao público jovem.
Seus poemas têm sido publicados através de Jornais literários e antologias poéticas.
Em 1991 venceu um concurso de poesias realizado pela Faculdade local em parceria com a Associação de Poetas do Vale do Pajeú.
Seu Patrono é o Escritor Cearense José de Alencar, maior escritor de ficção do Romantismo no Brasil, considerado o pai do romance brasileiro.

Titular da Cadeira N º 5

José Boanerges de Novaes é um artista de muitas habilidades. É radialista, jornalista, compositor, contista, artista plástico, designer gráfico, fotógrafo, cronista e poeta.
No centro da sua obra encontramos o ser humano em suas múltiplas manifestações: O amor, o prazer, o sonho, a realidade, o ontem, o hoje, o amanhã...
Autor de várias obras de valor literário incontestável Boanerges é detentor de vários prêmios e homenagens como poeta e contista.
É Diretor-Presidente da Sociedade das Artes Vivas, entidade cultural com sede em Recife que tem como objetivo divulgar a arte em todas as suas formas.
Seu Patrono na Academia Serra-talhadense de Letras é o grande poeta Antonio Vital Cavalcante, uma das maiores expressões da nossa poesia local e regional, um dos grandes mestres do soneto lírico.

Titular da Cadeira N º 6


Napoleão Simões Filho é Poeta, compositor, cantor e artista plástico. Suas obras seguem, geralmente, o estilo romântico. Seus poemas têm sido publicados em Jornais e antologias poéticas.
Como cantor e compositor, tem um CD gravado, e como artista plástico tem participado de várias exposições coletivas em que as suas obras têm merecido destaque especial.
Seu Patrono é Castro Alves, o qual é considerado pela crítica literária internacional como o maior poeta brasileiro de todos os tempos, e o mais técnico de todo o mundo.

Titular da Cadeira N º 7

Anildomá Willans de Souza tem sido uma voz a ecoar na defesa da cultura popular nordestina; alguém que tem lutado pela continuidade do cordel, do Repente, do Teatro Popular próprio do nosso povo.
É jornalista, poeta, teatrólogo, ator e Diretor, mas é como pesquisador da história do cangaço que ele é conhecido no Brasil e em várias partes do mundo através das suas obras: “Lampião: O Comandante das Caatingas” e “Xaxado: Dança de Guerra dos Cangaceiros de Lampião”.
Paralelamente ao trabalho de pesquisador e escritor ele tem realizado inúmeras conferências sobre o Cangaço em Faculdades e Universidades de todo o Brasil.
Anildomá tem como Patrono, o Escritor serra-talhadense Antonio Áttico de Souza Leite, autor da primeira obra da nossa história municipal intitulada “Memória sobre a Pedra Bonita ou Reino Encantado”, publicada em 1875.

Titular da Cadeira N º 8

José Feliciano da Silva Filho é poeta, tendo iniciado as suas produções em 1979. As suas obras têm sido publicadas em Jornais da região e em antologias poéticas.
Feliciano tem marcado presença de forma ativa em todos os movimentos culturais de Serra Talhada, emprestando a sua experiência de luta e coragem em prol do nosso desenvolvimento artístico-cultural.
Assim como o Acadêmico, o Patrono também foi um grande trabalhador da Cultura Pernambucana. Valdemar de Oliveira era Doutor em Medicina, foi professor, jornalista, ator, pianista, membro da Academia Pernambucana de Letras. Por sua atuação tão diversificada era chamado de “o homem dos sete instrumentos”.

Titular da Cadeira N º 9

Euclides Honório Filho é um dos nossos escritores mais atuantes. Sem uma temática linear, a sua diversidade o tem feito um dos autores mais lidos da nossa terra. A sua obra hoje conta com várias publicações, dentre as quais destacam-se: Um Sonhador à Procura do Seu Mundo; O Último Sonhador; Mais Que Sonhadores; Sentimentos; e Palavras.
O seu Patrono é o Professor Adauto Alves Nunes de Carvalho, exemplo de profissionalismo e integridade. Foi um grande admirador e defensor da cultura popular sertaneja e nordestina.

Titular da Cadeira N º 10

João Alves Martins é um poeta essencialmente lírico. Seus versos são daqueles que fazem bem aos ouvidos, à alma, ao coração.
Se é verdade que o dom existe, então escrever Poesia e falar poesia são os seus dons.
Ao contrário da suavidade dos seus versos, os do seu Patrono, Augusto dos Anjos, eram ásperos, não soavam bem aos ouvidos e levavam um certo mal-estar à alma e ao coração. (Mas é só porque ele era um realista).

Titular da Cadeira N º 11

Adalva Cordeiro de Siqueira Melo é uma das pessoas que têm dedicado a vida ao trabalho em prol da educação e da cultura da nossa gente nos últimos 42 anos.
É Diplomada pela Faculdade de Filosofia de Caruaru, Pós-graduada em Administração Escolar pela Universidade Católica de Minas Gerais e Pós-graduada em Didática pela Universidade Federal de Pernambuco.
Na área educacional tem prestado relevantes serviços ao seu povo, seja como professora, supervisora, coordenadora ou diretora, o que tem sido reconhecido ao longo dos anos através dos vários títulos e homenagens prestadas como:
Comenda Mérito Educacional Professor Paulo Freire
(conferida pelo Conselho Estadual de Educação em 1998)
Comenda Agamenon Magalhães
(conferida pela Câmara Municipal de Serra Talhada em 2001)
Como Teóloga, também tem prestado relevantes serviços à comunidade no âmbito local e diocesano.
Seu Patrono é o Educador Paulo Freire, profissional de reconhecido valor internacional pelos métodos inovadores que revolucionaram a alfabetização em todo o mundo.

Titular da Cadeira N º 12


Eunice Pereira é poetisa. Sua obra não segue padrões ou regras definidos por nenhuma escola ou movimento literário. O momento e o porquê da produção guiam os moldes e a temática da sua obra.
Suas obras têm chegado ao público leitor através dos Jornais da região e de várias antologias poéticas.
O seu Patrono é Jorge Amado, escritor baiano de prestígio internacional. É considerado um dos mestres da prosa de ficção em Língua Portuguesa, com várias indicações ao Prêmio Nobel de Literatura.

Titular da Cadeira N º 13

Giovanni Sávio Duarte de Sá é uma das maiores expressões das nossas letras. É Jornalista, Cronista, Poeta, Ator.
Giovanni Sá sempre colocou a sua voz a serviço da liberdade. Durante o Regime Militar publicou o livro “A Liberdade das Palavras”, obra cujo teor representava o discurso que cada brasileiro gostaria de proferir naquela época mas faltava oportunidade e coragem.
Atualmente à frente da Diretoria de Cultura da cidade, está desenvolvendo brilhante trabalho de resgate e preservação dos nossos valores culturais.
Recentemente foi homenageado em Alagoas, onde teve a sua obra “A República dos Desvalidos” adaptada para o teatro e levada aos quatro cantos daquele estado.
Seu Patrono é FREI CANECA, religioso, político, orador e escritor pernambucano, cujos ideais de independência do Brasil e liberdade do ser humano sempre foram a tônica do seu discurso oral ou escrito.
Sua obra é toda voltada para o entendimento sobre pátria, formação do cidadão e direitos e deveres do cidadão e do estado.

Titular da Cadeira N º 14

Jesus Alves Martins é poeta. E como tal, tem feito sua poesia ecoar alto por todos os cantos. Seus versos, simples como ele, têm levado aos leitores a beleza que um poema encerra e a força, a coragem e a paz que as suas palavras são capazes de transmitir.
Sua obra tem sido veiculada através dos jornais e das antologias poéticas publicados em nossa região nas duas últimas décadas.
Seu Patrono é o grande Poeta pernambucano Manuel Bandeira, autor nordestino de reconhecido valor nacional, de quem herdamos uma vasta e bela obra poética.

Titular da Cadeira N º 15



Jorge Apolônio Martins tem sido uma das pessoas mais presentes e atuantes da nossa cultura. É um dos pioneiros do nosso teatro universitário como um dos fundadores do TEJOFAST (Teatro Jovem da Faculdade de Serra Talhada) e um dos responsáveis pelo ressurgimento do nosso Carnaval.
Jorge Apolônio é formado em Letras, e nesta área tem prestado relevante serviço através da preparação de candidatos a concursos.
Seu Patrono é Joaquim Nabuco, pensador, filósofo, poeta, historiador, jornalista e parlamentar.
Joaquim Nabuco é uma das nossas glórias mais puras e de que mais legitimamente nos orgulhamos.

Titular da Cadeira N º 16

Maria Marluce Simões de Medeiros é uma das maiores referências da nossa região quando o assunto é Língua Portuguesa.
Seus mais de 40 anos como pesquisadora e Professora têm sido bastante férteis; hoje são muitos os discípulos que vêm trilhando o caminho da mestra com entusiasmo e dedicação, e inúmeros trilhando o caminho do sucesso em todas as áreas do conhecimento humano graças ao seu exemplo e aos seus ensinamentos.
Seu Patrono é o grande compositor Zé Dantas, uma das maiores expressões da música popular brasileira. Suas músicas foram gravadas principalmente pelo Rei do Baião.

Titular da Cadeira N º 17


Maria do Socorro Conserva Dias é Poetisa, Jornalista, Pesquisadora e Teatróloga.
Radicada em Feira de Santana há vários anos, ela tem levado o nome de Serra Talhada a lugares bem distantes de forma positiva através da sua participação brilhante em movimentos culturais e em concursos literários, tendo inclusive vencido vários desses concursos.
Em Feira de Santana é integrada a importantes entidades culturais como:
Academia de Letras e Artes de Feira de Santana
Academia Feirense de Letras
Academia de Ciências de Feira de Santana
A sua produção escrita tem sido constante. Dentre as suas publicações destacam-se:
Marchas Recíprocas
De Pinto do Monteiro a Patativa do Assaré
De Agamenon a Virgulino - Serra Talhada numa Perspectiva Histórica
Lampião Dançava, Cantava, compunha e foi Poeta
Paraíso com Nome de Feira
Seu Patrono é o grande poeta pernambucano João Cabral de Melo Neto, autor da imortal obra “Morte e Vida Severina”. Durante a sua carreira, João Cabral esteve sempre cotado para receber o NOBEL de Literatura, e recebeu prêmios internacionais de grande importância, a exemplo do prêmio GABRIELA MISTRAL.

Titular da Cadeira N º 18

Sandro Rogério Barros de Vasconcelos é um homem de muitas atividades. Como escritor já venceu concursos de âmbito nacional e é autor das obras:
FELICIDADE A Conquista de Um Povo
POESIA E FILOSOFIA A Morte do Silêncio
ALEGORIAS Contos Para Pais e Filhos
RECIFE A Saga de Um Sertanejo na Capital

Importantes Jornais das regiões Nordeste e Sul do país publicaram matérias acerca de seus trabalhos. E além de bancário, acadêmico de Direito, poeta e escritor, é professor de idiomas, assim como compositor.
Seu Patrono é o pernambucano Gilberto Freyre, sociólogo de reconhecido valor internacional, autor de vastíssima e valiosíssima obra de cunho social que tem servido de base para importantes trabalhos realizados no Brasil e no exterior no campo da Sociologia.

Titular da Cadeira N º 19

Iranildo Luiz Marques de Sá é poeta, cronista e Jornalista. Autor sem gênero literário definido pelas escolas ou movimentos, Iranildo possui uma obra que vai do popular ao erudito.
É autor das obras:
Minhas Palavras
De Mãos Vazias
Encontro
É co-autor de outros cinco livros de poemas.
Seu Patrono é Dom Hélder Câmara, uma das vozes mais retumbantes deste país, em prol dos desvalidos e necessitados, eco que soou forte até diante dos fuzis da ditadura militar. Deixou vasta obra social de reconhecido valor internacional.

Titular da Cadeira N º 20

Miguel Leonardo Lima Filho é poeta, professor e pesquisador da área de Geografia e Metodologia da Pesquisa Científica. O seu talento vem a cada dia ultrapassando barreiras através dos convites que tem recebido para proferir palestras em congressos em diversas regiões.
Miguel Leonardo tem dois Livros publicados: “Sentimentalismo Aberto”; e “Noções Elementares da Pesquisa Científica”.
Seu Patrono é Ascenso Ferreira, poeta pernambucano, cuja obra constitui um dos expoentes do Modernismo brasileiro.

Titular da Cadeira N º 21

Gilson Magalhães Brasil é Poeta e um dos grandes incentivadores da nossa cultura, sempre marcando presença positiva em todos os eventos que objetivam o crescimento qualitativo da nossa cidade.
Seus poemas têm sido publicados em Jornais da nossa região e em várias antologias publicadas nesta e em outras regiões do país.
Seu Patrono é o Professor Olímpio de Magalhães, catedrático de Português da Faculdade de Direito do Recife e Pioneiro do Jornalismo serra-talhadense, fundador do nosso Primeiro Jornal em 1930 ( O VILLA BELLA JORNAL)

Titular da Cadeira N º 22

José Pedro Sobrinho faz poemas desde adolescente. Seus poemas seguem uma temática social, através dos quais ele denuncia e critica as mazelas do seu tempo.
José Pedro é Licenciado em Artes Industriais pela UFPE e em Matemática pela FAFOPST e é Pós-graduado em Ciências pela UFPE.
Seu Patrono é Barbosa Lima Sobrinho, Escritor, Jornalista e Político brasileiro.
Barbosa Lima foi uma das maiores figuras públicas brasileiras em todo o século XX, sobretudo à frente da Associação Brasileira de Imprensa.

Titular da Cadeira N º 23

Maria Luiza da Silva Melo é poetisa desde criança, mas só recentemente seu nome e sua obra apareceram no campo literário. Após ser descoberta pela repórter Beatriz Castro, da Rede Globo, Maria Luiza tornou-se conhecida nacionalmente e pôde finalmente, publicar o seu primeiro livro intitulado “Gritos de Solidão”, o qual foi lançado em várias regiões brasileiras.
No ano passado (2002) Maria Luiza entrou em cena outra vez ao lançar o seu segundo livro sob o título “De Coração Aberto”.
Seu Patrono é o grande Poeta e Compositor Zé Marcolino, um dos maiores nomes da poesia e da música popular brasileira, cuja vida e obra deixou registradas nos livros “Cantadores, Prosas Sertanejas e Outras Conversas” e “Vida, Versos e Viola”.

Titular da Cadeira N º 24
Dierson Tomaz Ribeiro é poeta, cronista, contista, jornalista, pesquisador da cultura popular nordestina e Professor de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira.
Seus poemas têm sido publicados em antologias poéticas, em Jornais literários e através de publicações marginais que têm servido de apoio às aulas de muitos professores de Português.
Sua produção conta com obras em prosa e em verso, tais como:
Sombras e Rastros ( Poemas)
Vida de Escada e outros Poemas
Sonhos de Um Preguiçoso e Outras Prosas (Contos e Crônicas)
Emygdio de Miranda: O Vate Peregrino (Pesquisa Biográfica)
A Representação da Leitura Para Alunos e Professores do Ensino Médio (Obra Didático-Pedagógica.)
Seu Patrono é o Poeta Emygdio de Miranda, um dos maiores nomes da poesia pernambucana durante as décadas de 20 e 30 do século XX. Sua obra representa o máximo do simbolismo em Pernambuco.

Titular da Cadeira N º 25

Itamar Inácio de Souza Freire é poeta e Acadêmico de Letras. É autor do Livro “Contrastes” cujo teor traduz nacionalismo, ética e apelo à conservação da Cultura brasileira.
Sua Patrona é a Poetisa, compositora e maestrina Rosa Pau-ferro do Nascimento, autora de extensa obra poética e musical que ainda hoje descansa em profundo anonimato.

Titular da Cadeira N º 26

Francisco Leite Francineto é poeta, compositor e músico. Tem grande admiração pela música regional nordestina e pela Literatura de Cordel. Sua obra tem sido divulgada através dos Jornais da nossa região e através de diversas antologias poéticas.

Em 1981 foi finalista do concurso “Pernambuco Música Hoje” com a música “Simplesmente Lampião”.
Seu Patrono é o grande historiador serra-talhadense Luiz Wilson de Sá Ferraz, autor de consagradas obras da história pernambucana a exemplo de “Villa Bella, os Pereiras e Outras Histórias”, “Roteiro de Velhos e Grandes Sertanejos” e várias outras.

Titular da Cadeira N º 27
Luiz Carlos da Silva Aquino é poeta, ator, teatrólogo e diretor teatral. Atualmente dirige a ETEAST - Equipe Teatral de Serra Talhada.
No campo literário é autor de várias peças teatrais e do livro de poesias intitulado “Palavras de Vida”.
Recentemente várias das suas produções têm sido publicadas pelas Edições Paulinas.
Seu Patrono, é Lucilo Varejão, romancista, cronista, teatrólogo, jornalista e crítico de arte.
Durante as décadas de 20, 30 e 40 do século passado, ele foi a maior expressão do romance pernambucano.
Como teatrólogo teve as suas peças representadas em todo o Brasil e no exterior por grandes companhias.
Lucilo Varejão foi membro da Academia Pernambucana de letras e deixou extensa obra expositiva e representativa.

Titular da Cadeira N º 28

Gilvan Severino dos Santos é ator, dançarino, poeta e pesquisador da cultura popular nordestina.
Como um amante das coisas da sua terra, procura registrá-las nas suas produções.
Gilvan Santos é autor das obras:
Lampião: Sua Vida e Sua Morte
Fitoterapia: O uso pela Natureza
Mirandiba: Terra de Cultura Popular
Sertão, Cangaço e Poesia
O Segredo do Cachorro
Mulher e Xaxado no Cangaço.
Seu Patrono é Solidônio Áttico de Souza Leite, Jurista e humanista, nascido em Serra Talhada. Solidônio Leite é um dos pais do Código Civil Brasileiro.
No campo literário a sua maior contribuição foi a publicação da obra “Clássicos Esquecidos”.

Titular da Cadeira N º 29

Edigar Gabriel de Souza Leite é Teólogo, Sociólogo e Antropólogo. Sempre atuou como professor nas suas áreas de formação acadêmica, além de realizar constantemente pesquisas relevantes que culminam com a publicação de trabalhos importantíssimos para os que se interessam pelo estudo do homem e seu meio. Sua última publicação foi o livro “HERMENÊUTICA ANTROPOLÓGICA DO HOMEM SERTANEJO”.
Seu Patrono é Rui Barbosa de Oliveira, a figura que mais simboliza a cultura e a intelectualidade brasileira em toda a nossa história.

Titular da Cadeira N º 30

José Ferreira Júnior é Técnico em Estradas, Bacharel em Teologia, Licenciado em História e Pós-graduado pela Universidade de Pernambuco.
Atua como Professor de História, Geografia, Filosofia e Sociologia. Na área literária escreve em prosa e em verso e conta com publicações relevantes como:
O Credo (Uma Análise Bíblico - Teológica)
O Coronelismo Hodierno no Sertão do Pajeú
Messianismo
Religião e Dominação: Leitura Crítica do Ontem ao Hoje
25 Poemas
Seu trabalho artístico adentra também no campo musical, contando hoje com várias Cantatas Natalinas e outras composições.
Seu Patrono é o Poeta Antônio Marinho, um dos maiores mestres da poesia popular nordestina.

Titular da Cadeira N º 31

José Humberto Lima de Vasconcelos é poeta, compositor, cantor e músico.
Seu trabalho é voltado para as nossas raízes, sobretudo musicais, área de maior afinidade e onde tem dado a sua contribuição compondo músicas para cantores da região como Assisão, Noroba, Rose Rangel, Rai e Banda Vizzu.
Seu Patrono é a maior expressão da execução musical nordestina, eleito “o pernambucano do século”, Luiz Gonzaga do Nascimento.

Titular da Cadeira N º 32

Antônio Severino de Lima ( Oliveiro Burrego) é poeta lírico, cuja obra é quase que totalmente escrita na forma fixa chamada “soneto”.
Sua obra tem sido publicada através de várias antologias poéticas, bem como através de Jornais Regionais.
Em 1999 foi um dos vencedores do concurso de poesias promovido anualmente pela Universidade do Vale do Paraíba, quando teve a sua obra “Amor de Outrora” publicada por aquela Universidade.
Seu Patrono é o grande Poeta Cearense Patativa do Assaré, autor de extensa obra de reconhecido valor. Alguns dos seus belos poemas ganharam melodia e foram gravados por grandes nomes da nossa música a exemplo de Fagner e Luiz Gonzaga.

Titular da Cadeira N º 33

Ronaldo Aureliano da Silva é poeta e escultor. Como poeta é co-autor da obra “Faces de um Novo Sol” e autor da obra “Raça Viva”, com a qual venceu um concurso estadual em Alagoas, onde teve a obra publicada e divulgada em todas as escolas daquele estado. A mesma obra foi publicada na França e na Inglaterra a pedido das suas embaixadas aqui no Brasil.
Como escultor Ronaldo Aureliano presenteou Serra Talhada com o parque de esculturas de ferro da estação ferroviária.
Seu Patrono é o grande poeta pernambucano Rogaciano Leite.

Titular da Cadeira N º 34

Inocêncio Gomes de Oliveira é médico, profissão que exerceu com grande competência até 1974, ano que ingressou na política, elegendo-se Deputado Federal por Pernambuco.
Como Deputado, exerceu várias funções na Câmara, inclusive a de presidente, período em que assumiu também a Presidência da República por várias vezes.
Paralelamente às atividades parlamentares, Inocêncio Oliveira tem se dedicado às letras, contando hoje com várias publicações que mostram problemas nacionais e apontam soluções. Sua obra mais recente é “O Caminho do Social-Liberalismo”.
Seu Patrono é o Jurista serra-talhadense Dr. Sérgio Magalhães.

Titular da Cadeira N º 35


Simplício José Pereira de Lira é um multiartista. É poeta, compositor, cantor, músico e artista plástico especialista em desenho em pastel.
Estudou música com Rosa Pau-Ferro, especializando-se como violonista e tecladista, tendo inclusive participado da gravação dos dois últimos discos do cantor Rui Grudi.
É na área esportiva, entretanto, que ele tem contribuído de modo mais relevante através da conquista de vários títulos que têm engrandecido Serra Talhada, dentre os quais destacam-se:
Primeiro Campeão de Basquete do interior de Pernambuco;
Campeão de Vôlei;
Campeão de Tênis de Mesa e de quadra;
Campeão de xadrez;
Campeão de sinuca.
Seu Patrono é o escritor pernambucano Austregésilo de Ataíde, contista, cronista, ensaista e jornalista. Dentre as suas obras destacam-se:
Histórias Amargas
A Influência Espiritual Americana
Na Academia
Mestres do Liberalismo.
Austregésilo de Ataíde era membro da Academia Brasileira de letras, de onde foi presidente durante quase três décadas de forma consecutiva.

Titular da Cadeira N º 36


José Paulo Profeta de Menezes é uma pessoa super comprometida com a cultura brasileira; é alguém que sonha e que faz.
As cidades que tiveram o privilégio de tê-lo como habitante, têm hoje, a marca do seu sonho e da sua ação em benefício da cultura.
Para Serra Talhada ele sonhou com criação da Fundação Casa da Cultura. Em 1987 ele materializou o sonho ao fundar tal entidade e tornar-se o seu primeiro presidente.
Na área literária Paulo Profeta contribuiu até agora com as seguintes obras:
Marcas do Silêncio - Poesias
Jogo Vivo - Poesias
Sindicalismo X Repressão - A história de Zé Eduardo, o Líder do maior Sindicato de Camponeses do Brasil
Governo de Sonhos - Prosa e Poesia.
Seu Patrono é Pinto de Monteiro, grande poeta popular, considerado o maior repentista brasileiro de todos os tempos, chamado por isso, de “o papa dos violeiros”.

Titular da Cadeira N º 37

José Alves Sobrinho é pesquisador e historiador do cangaço. Sua opção por este ramo da nossa história se deu em decorrência do mesmo ser sobrinho de Zé Saturnino, primeiro inimigo formal de Lampião, e por haver crescido ouvindo tais histórias, o que foi lhe fascinando pouco a pouco.
Em 1996 lançou o livro “Lampião e Zé Saturnino: 16 Anos de Luta”. Este livro é um relato de tudo que o autor viu e ouviu sobre o Cangaço.
Seu Patrono é o escritor pernambucano Osman Lins, Teatrólogo, cronista, contista, romancista e crítico literário, autor de obras consagradas nacionalmente a exemplo de “Lisbela e o Prisioneiro”.

Titular da Cadeira N º 38

Tarcísio Rodrigues da Silva é ator, teatrólogo, cronista, contista e jornalista.
Como admirador e defensor da arte em todas as suas formas e estilos, Tarcísio Rodrigues tem dado grande contribuição à nossa terra nessa área, sobretudo no período em que esteve à frente da Fundação Casa da Cultura.
Atualmente está com um romance em fase de editoração e que será lançado brevemente.
Seu Patrono é o Pesquisador e Folclorista pernambucano Mário Souto Maior, uma das maiores autoridades brasileiras em cultura popular, autor de quase uma centena de publicações sobre o assunto.

Titular da Cadeira N º 39

Francisco de Assis Duarte é Professor de Português e Inglês no Ensino Fundamental, Médio e Superior.
Sua paixão pelo estudo e pesquisa da Língua Inglesa tornaram-no uma referência muito importante no assunto em toda a nossa região.
Seu Patrono é Mauro Mota, uma das maiores autoridades pernambucanas no campo das letras. O dia 16 de agosto, data do seu aniversário, foi declarado o dia da cultura pernambucana, em sua homenagem.

Titular da Cadeira N º 40

Ideginaldo Dionísio Neto é poeta com uma extensa obra publicada e considerado o autor mais lido de Serra Talhada e região.
Dentre as suas obras destacam-se:
O Amor em Palavras
Fragmentos
Saudades de uma Existência
Palavras de Amor
Marcas
Seu Patrono é o Poeta pernambucano Carlos Pena Filho, uma das nossas maiores expressões na arte de versejar.
© Copyright  Mário Olímpio 2003-2014
INDEXBrasil - Serviços de Internet.
Todos os direitos reservados, permitida a cópia de
conteúdos, desde que divulgada a fonte.
e-mail:redacao@serratalhada.net